O Projecto Vénus é comparável ao comunismo?

O Projecto Vénus é comparável ao comunismo?

O Projecto Vénus é comparável ao comunismo?

O comunismo usa dinheiro e trabalho, teoriza estratificação social e elege oficiais para manter as tradições ideológicas. Mais importante, o comunismo não elimina a escassez nem tão pouco possui um projecto ou métodos para a produção em abundância. A produção computorizada irá dominar o futuro invés do trabalho braçal. Talvez não por culpa dele próprio, o comunismo teve de manter um gigantesco gasto militar para se proteger da invasão das instituições fascistas e capitalistas.

Conceituar o comunismo como algo similar a uma economia baseada em recursos ou ao Projeto Vénus é erróneo, e empiricamente comprovável. O Comunismo possui dinheiro, bancos, exército, polícia, prisões, personalidades carismáticas, estratificação social e é gerido por líderes nomeados. O Projecto Vénus visa superar a necessidade do uso de dinheiro. A Polícia, as prisões e o exército não são necessários quando os bens, os serviços, a saúde e a educação estão disponíveis a toda a população terrestre. O Projecto Vénus irá trocar os políticos por uma sociedade computorizada, onde todas as entidades físicas são geridas e operadas por sistemas computadorizados, o mais rápida e eficientemente possível. A única área onde os computadores não operarão ou que não gerirão é a vigilância dos seres humanos. Isso seria completamente desnecessário e considerado socialmente ofensivo. Uma sociedade que usa a tecnologia sem propósitos humanos não tem a mínima chance de sobrevivência.

communism-linux_00401781

O comunismo não tem a metodologia para levar adiante as suas ideias. Juntamente com o capitalismo, fascismo e socialismo, o comunismo irá ficar na história como uma experiência social falhada. Um dos conceitos comunistas é a condição do trabalho e de classe de trabalho. Os principais conceitos do Projecto Vénus apontam para uma produção de bens com trabalho limitado e, eventualmente, eliminando o trabalho, ao mesmo tempo que dá às pessoas todas as amenidades de uma sociedade próspera. Não é nosso objectivo produzir uma sociedade parasítica. As pessoas serão introduzidas em infinitas oportunidades para explorar, criar, participar e aprender.

O Projecto Vénus coloca a ciência e a tecnologia ao serviço da humanidade numa escala global e, eventualmente, ajuda a eliminar as fronteiras artificiais que separam as pessoas. O sistema não usa dinheiro, oferecendo bens e serviços sem uma etiqueta de preço ou servidão de qualquer tipo. Se usarmos a tecnologia de forma inteligente, podemos criar abundância de bens e serviços para o planeta inteiro. O propósito dessa altíssima tecnologia é libertar as pessoas, assim elas podem dedicar-se aos próprios interesses e desejos.

Nós superaremos a necessidade da participação humana na produção de bens e serviços. Não haverá uma taxa ou obrigação de qualquer tipo. Nós não defendemos um governo por sistemas humanos. Eles sempre provaram ser inadequados. Sistemas computadorizados e cibernéticos seriam aplicados no sistema social e devem trabalhar com a corrente capacidade dos nossos recursos globais. O principal propósito das máquinas é a fabricação e distribuição de bens e serviços enquanto mantemos um ambiente limpo com serviços para todos e lucros para ninguém. Quando as pessoas tiverem acesso aos recursos, a maioria dos crimes irá desaparecer. A necessidade de polícia, exército e prisões também irá sumir. Mas, é claro, isso coincide com a necessidade de mudanças na educação.

No comments.

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: